Como Vencer o Bloqueio Criativo Criando Marcas

Neste segundo post eu vou falar de como vencer o bloqueio criativo criando marcas. Muito comum na vida dos designers, principalmente para os que estão começando.

É horrível ver aquela sensação de ânimo ao iniciar um novo, indo pelo ralo ao se deparar com a “folha em branco”. No design gráfico, não é diferente, muito pelo contrário, costuma ser ainda mais frequente. Afinal, trata-se de uma representação gráfica de várias sensações e ideias do cliente em um único símbolo. Olha que responsabilidade!

A criação de uma logo requer muita atenção. Retratar toda a essência de um novo negócio com todas as suas crenças em um único elemento requer habilidade.

Um dos principais erros cometidos pelos designer é abrir o software de cara.

Esse vício, eu diria, é extremamente frustrante porque você ainda sequer tem ideia de um conceito. Tentar desenvolver algo do zero, com a cara no monitor é péssimo.

O display é composto por luz. Nossos olhos estão recebendo luz direto de uma tela para o nervo ótico. Isso não é nem um pouco confortável e o nosso cérebro entende que precisa equilibrar isso. De certa forma é como se você estivesse olhando diretamente para a luz do sol, ou qualquer outra luz direta, só que com uma intensidade muito menor. Porém, é muito desconfortável e depois de certo tempo, você começa a ter dor de cabeça.

O ideal é ver a luz de forma indireta. A melhor superfície é o papel amarelo, o branco apesar de ser melhor que a tela, ainda reflete bastante luz. Por isso que muitos livros até os dias de hoje, são impressos em páginas amareladas. São os mais confortáveis para a leitura.

As páginas amarelas são as melhores superfícies de leitura. Elas refletem pouca luz e são mais confortáveis aos olhos e facilitam na fase de desenvolver projetos de marcas.
Folhas amareladas são mais confortáveis aos olhos

O primeiro passo para vencer o bloqueio criativo é rabiscar em uma folha em branco.

Tente ir dando forma ao conceito que você criou sem muita preocupação. Não tem nenhum problema em ficar desproporcional ou torto. Isso será alterado no programa. A ideia é ir fazendo alguma coisa.

Uma série de rascunhos iniciais com o conceito criado no papel antes de abrir o software para a vetorização e acabamento da marca criada no papel.
Os rascunhos iniciais do processo de criação de marca antes do software

Depois de vários símbolos, selecione alguns para aprimorar.

Trace um grid com a ajuda de esquadros ou réguas e dê uma forma mais homogênea ao elemento. Faça isso com os outros rascunhos escolhidos.

Agora que você já estruturou algumas ideias, é hora de dar um tempo. Mas já? Sim! Você já passou algumas horas concentrado na folha de papel desenhando suas ideias. Agora você precisa descansar a mente e deixar que elas tomem forma. Depois de relaxar por algumas horas, retome os trabalhos.

Observe as suas criações após esse tempo e veja se o resultado continua lhe agradando. Se sim, evolua, se não, elas precisam ser ajustadas. Faça isso quantas vezes achar necessário, só não seja muito perfeccionista para demorar muito na entrega. Leve no máximo dois dias nesse processo.

Com a tensão de iniciar um trabalho superada, a sua mente agora está com muitas ideias.

Aproveite o embalo e comece a desenvolver o restante do material. No caso da logo, tente escolher uma paleta de cores compatível com o projeto e uma tipografia adequada.

Bom, agora que a pior parte já passou. Siga a sua jornada e entregue aquele job que o cliente fica com os olhos cheios d’água de tanta emoção, caro designer! Eles merecem e você também é capaz.

Neste artigo eu usei como exemplo uma criação de marca e identidade visual, mas em linhas gerais. o processo é o mesmo. Quando iniciar um projeto, tente dividi-lo em etapas.

O nosso cérebro tende a evitar inconscientemente grandes esforços.

Quando se começa um novo projeto, nós já imaginamos todo o esforço que será feito para entregar o trabalho. Isso é um golpe muito duro, já que o nosso cérebro começa a imaginar todas as etapas que terão de ser concluídas e trava. Faça metas diárias simples, que possam ser concluídas com facilidade. Assim, você ganhará confiança e naturalmente começarão a surgir ideias para a continuação do trabalho.

Ver imagens de referência relacionadas ao assunto também ajudam com as ideias. Se você quer saber um pouco mais sobre edição de imagens, leia o post sobre como editar fotos por padrão de cor para o feed do Instagram.

Então é isso, pessoal. Espero que esse conteúdo tenha te ajudado a quebrar o bloqueio criativo criando marcas. Você que provavelmente está procrastinando nesse momento e leu esse post, não se apavore. Dê tempo as coisas e faça uma de cada vez. Você tem ideias incríveis, só precisa tirá-las da cabeça. Se já começou e está travado, faça outra coisa e volte depois. Você vai ver como as coisas vão funcionar.

Um grande abraço!

Fechar Menu